Lei de anti-imigração entra em vigor na Florida

0
85
Fonte: internet/reprodução

A florida, de acordo com Department of Homeland Security e da American Community Surve é o terceiro estado com mais imigrantes ilegais dos Estados Unidos, tem a partir do dia 1º de julho umas das leis anti-imigração mais estritas do país, apesar de que ativistas já estejam lutando para apresentar um requerimento judicial afim de revogá-la por considera-la “inconstitucional”.

A lei SB 168 impede as chamadas “cidades-santuário”, que se recusam a colaborar ativamente com as autoridades federais migratórias no processo de deportação de imigrantes ilegais, embora não haja nenhuma jurisdição que tenham se declarado como tal neste estado, onde os imigrantes representa 20% da população.

A nova forma exige que todas as agências estaduais, governos municipais e departamento de polícia façam cumprir a lei federal de imigração e também trabalhem com agências federais como o Serviço de Imigração e Controle de Alfândegas (ICE) para deter e deportar os imigrantes.     

O diretor político da Coalizão Imigrante da Flórida (FLIC), Thomas Kennedy, disse que esse grupo de ativistas a favor dos direitos dos imigrantes colabora com a organização Southern Poverty Law Center (SPLC) para processar o governo estadual por esta lei. Para a SPLC, a norma viola a Quarta Emenda da Constituição, que “proíbe a captura sem razão” e prevê “custosos litígios” às autoridades locais por manter detidos os imigrantes sem ordem judicial.

Embora tenha entrado em vigor, lei dá três meses de margem às autoridades policiais para iniciar esta colaboração ativa com o ICE antes de começar a sancionar as jurisdições que se recusarem a fazê-lo.

Enquanto se inicia a batalha judicial, grupos de defesa dos direitos civis e dos imigrantes continuam com sua tarefa de informar aos imigrantes ilegais que, seja qual for seu status migratório, têm direitos constitucionais. Por isso, que nenhum policial deve perguntar sobre a situação migratória das pessoas e lembram que podem permanecer em silêncio e não responder aos agentes, pedir a assistência de um advogado e se negar abrir a porta de suas casas.

Contudo, reconhecem o medo que ocorre na comunidade imigrante na Flórida, tanto pela entrada em vigor desta lei, como pelas anunciadas batidas contra imigrantes ilegais em todo o país, posteriormente proposta essa semana.

No final de semana, o presidente Donald Trump disse que estas batidas em busca de famílias de imigrantes ilegais devem ser realizadas e começariam depois do feriado da Independência dos EUA, em 4 de julho, a menos que aconteça algo “milagroso” nas negociações com os democratas no Congresso sobre uma nova lei de asilo.

Comentários do Facebook